topo 1
JULGADO IMPROCEDENTE

TSE julga improcedente ação de Bolsonaro contra Ricardo Coutinho e Haddad

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou, na manhã desta quinta-feira (8), improcedente e por unanimidade, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta por Jair Bolsonaro (PSL) contra Ricardo Coutinho (PSB) e Fernando Haddad (PT).

08/08/2019 14h39
Por: Redacao
Fonte: PARAÍBA DEBATE / BLOG DO DIOGO LIMA
160
Divulgação
Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgou, na manhã desta quinta-feira (8), improcedente e por unanimidade, uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta por Jair Bolsonaro (PSL) contra Ricardo Coutinho (PSB) e Fernando Haddad (PT). A defesa de Ricardo foi realizada pelos advogados Fábio Brito e Marcelo Weick.

O TSE abriu investigação para apurar se o então governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, prestou apoio de forma irregular ao candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad.

O pedido foi feito pela campanha de seu então adversário da disputa, Jair Bolsonaro, que apontou a ocorrência de “abuso de poder político, econômico e de mídia”. Os advogados de Bolsonaro pedem que, ao fim do processo, Haddad e sua candidata a vice, Manuela D’Ávila (PCdoB), sejam considerados inelegíveis por oito anos e tenham seus registros de candidatura ou diplomas cassados, no caso de terem sido eleitos.

No entanto, o TSE entendeu por unanimidade que não houve abuso de poder político nem econômico, julgando por unanimidade improcedente a AIJE, que foi protocolada em Brasília em 2018.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários