topo 1
GOLPE

Quadrilha ataca celulares de 8 prefeitos da Paraíba para pedir dinheiro

Quadrilha clona os números de celulares dos gestores municipais

08/08/2019 11h07
Por: Redacao
Fonte: Fonte: João Paulo Medeiros/ Pleno Poder
102
Romero – Foto: divulgação
Romero – Foto: divulgação

Agora são oito prefeitos da Paraíba “atacados” por uma quadrilha que clona os números de celulares dos gestores municipais. Nesta quarta-feira (7), o oitavo prefeito vítima do golpe foi o de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD). Ele disse que teve o aplicativo WhatsApp clonado. Antes dele, quatro prefeitos foram vítimas do mesmo crime só esta semana, no Cariri.

Para a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (FAMUP) é uma quadrilha especializada nesse tipo de crime que está atuando no Estado e tentando ganhar dinheiro com os golpes. A estratégia é sempre a mesma: hackers têm acesso aos dados dos gestores, clonam o aplicativo WhatsApp e depois entram em contato com empresários e secretários municipais pedindo transferências de recursos e dinheiro. 

No caso de Romero, eles pediram o pagamento de R$ 80 mil e chegaram a enviar mensagens para a secretária de Saúde, Luzia Pinto, e para o superintendente da STTP, Félix Neto. Mas a fraude foi descoberta e nenhuma transferência foi realizada.

“A Famup já vem pedindo precaução aos gestores. Sabemos que é uma quadrilha especializada em clonagem de telefones que pega os dados e fica cobrando dinheiro de colegas e amigos. Acredito que seja uma quadrilha especializada com ramificações dentro da própria operadora. Isso já ocorreu ano passado com vários gestores e agora vem ocorrendo de novo”, afirmou o presidente da Famup, George Coelho.

Ele orientou os prefeitos a procurarem a polícia, caso suspeitem das fraudes. “Estamos orientando os gestores para que acionem a polícia e prestem queixa”, frisou. Os prefeitos de Montadas, Jonas Souza (PSD); Inara Marinho (PSDB), de São Domingos do Cariri; Jairo Halley, de Serra Grande; Tiago Castro (PSB) de Cabaceiras; Helder Trajano (DEM) de São João do Cariri; o prefeito de Juripiranga Paulo Teixeira; e o prefeito de Gurinhém, Cláudio Madruga, foram as vítimas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários