topo 1
PROGRAMA MÉDICOS

Cidades paraibanas precisam de aproximadamente 100 médicos

Lançado para substituir o ‘Mais Médicos’, o programa ‘Médicos pelo Brasil’ do Governo Jair Bolsonaro tem gerado boas expectativas entre profissionais e gestores da saúde.

05/08/2019 11h28
Por: Redacao
Fonte: JORNAL DA PARAÍBA ONLINE
88
Foto fonte: Reprodução Internet
Foto fonte: Reprodução Internet

Lançado para substituir o ‘Mais Médicos’, o programa ‘Médicos pelo Brasil’ do Governo Jair Bolsonaro tem gerado boas expectativas entre profissionais e gestores da saúde. Aqui na Paraíba dezenas de cidades ainda sofrem com a saída de médicos cubanos.

As estimativas do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde são de que pelo menos 100 vagas ainda não foram ocupadas.

O novo programa do Governo Federal traz mudanças importantes, em comparação com o ‘Mais Médicos’, tornando mais rigorosos os critérios para contratação dos profissionais.

No ‘Médicos pelo Brasil’ os médicos estrangeiros que tiverem interesse de participar terão que fazer o Revalida, o exame que permite que um diploma obtido no exterior seja reconhecido no Brasil.

Além disso, os candidatos farão uma prova escrita e após serem aprovados terão que fazer especialização em medicina da família. Os salários pagos também melhoraram.

De acordo com o Governo Federal deverão variar entre R$ 12,6 mil e R$ 31 mil. “A gente tem tido uma aceitação positiva dos profissionais de saúde e espera que esse novo programa venha a suprir essas demandas dos municípios paraibanos o mais breve possível”, comentou a presidente do Conselho das Secretarias de Saúde, Soraya Galdino.

Para ter início, o ‘Médicos pelo Brasil’ ainda precisa ser aprovado pelo Congresso, já que será criado através de uma Medida Provisória. Mas a aprovação deverá ser rápida, a considerar os avanços trazidos pela iniciativa e a necessidade da população por atendimento médico.

O Ministério da Saúde anunciou que haverá um período de transição entre os dois programas (Mais Médicos e Médicos pelo Brasil), para que não ocorra interrupção dos serviços.

Em meio a uma série de atropelos, provocados na maior parte das vezes por declarações embaraçosas do próprio presidente e de seus auxiliares, o Governo Federal parece ter acertado na ‘dose’ com o ‘Médicos pelo Brasil’. Agora é torcer para que o bom projeto, no papel, seja implantado com sucesso na prática.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários